O QUE É GNOSE?
O QUE É GNOSE?

O CONHECIMENTO ESPIRITUAL


 Faça parte do nosso curso gratuito pela internet na TV WEBSAW e descubra muito mais sobre o tema! Acesse nossa programação - Clique aqui.


 

     Gnose é conhecimento superior, interno, espiritual, iniciático. A palavra gnose é a forma latinizada do vocábulo grego gnosis, que deriva do verbo gignósko, cujo significado etimológico é conhecer. No latim, gnosis também toma o sentido de "scientia", ciência. Estudar gnose significa estudar o conhecimento. Gnóstico significa aquele que conhece. No grego há duas palavras distintas para designar conhecimentos de naturezas distintas: Episteme, que denomina o conhecimento de origem intelectual e Gnosis, vocábulo que designa o conhecimento de origem espiritual. A palavra Gnosis é mais usada para designar sabedoria. Para se atingir a Gnosis ou a sabedoria é exigido um longo processo de trabalhos conscientes e padecimentos voluntários, no interior de cada pessoa, por meio dos Três Fatores de Revolução da Consciência: 1º Morrer para os defeitos; 2º Nascer para as virtudes e 3º Sacrificar-se pela humanidade.

     No entanto, existem alguns tipos ou maneiras de se abordar o conhecimento. Podemos abordá-lo em suas partes, por parte, numa parte ou no todo. Podemos fazer uma abordagem do conhecimento de natureza material ou epistêmico. Podemos abordar o conhecimento de natureza espiritual ou gnóstico. Quando abordamos o conhecimento gnóstico ou o epistêmico, em suas partes fragmentadas, estamos fazendo uma abordagem antropocêntrica ou mecanicista. Quando abordamos pelo seu todo, estamos fazendo uma abordagem holística, holista ou holosótica. Holosoticamente falando, a Gnose é um conceito que permeia o conhecimento religioso, psicológico, científico, filosófico e artístico. A partir desta visão, o significado da vida aparece recheado de um real significado, com uma visão interior. Toda alma almeja conseguir a paz, o amor e a felicidade. Porém a plenitude do Ser, que é a extrema felicidade, só encontra no verdadeiro lar da alma, que é no Universo Absoluto. Por isto queremos voltar para nossa casa de origem e, por meio do conhecimento, teremos anelo para transcender as leis e alcançar a Unidade com Deus.


    Religiões do mundo: A gnose representa o todo do conhecimento espiritual; cada religião detém uma parte deste todo. Assim não há religião agnóstica. Isto é o princípio do ecumenismo através de um Deus que se revela diretamente ao homem, em seu coração. Assim todas as religiões se constituem numa expressão parcial da verdade; onde as diferenças dogmáticas se devem à visão parcial dos fatos, configurada pelo paradigma mecanicista, onde o homem fragmenta a verdade ao tentar descrever a experiência divina. A gnose é o conhecimento que está entre os Antigos Católicos; ela também se configura na Kabala Hebraica, no Zen Budismo, no Taoísmo e na filosofia Grega, no Bagavadguitá, no Chilan Balam dos maias, nas escrituras mórmons, etc. Portanto, o Gnosticismo é holístico, é holosótico, e transcende às fronteiras religiosas.

     Todas as religiões estão contidas no bojo do conhecimento gnóstico, que por sua vez contém o conhecimento que está inserido em todas as religiões. O potencial para a iluminação gnóstica está presente em muitos seres humanos e o processo de auto-realização é estritamente individual, ocorrendo no interior de cada um de nós. Este potencial de auto-realização pode e deve ser estimulado através dos Três Fatores de Revolução da Consciência. A estimulação ao desenvolvimento da consciência é reforçada pelos rituais, práticas e sacramentos. Os rituais e sacramentos são meios de configuração de um estado místico àqueles que ainda não os possuem. Eles permitem a absorção de forças cósmicas que servem com um alimento adicional a nossa alma e um impulso extra para despertar nossa consciência de seu sono habitual. Os rituais, dependendo de quais sejam, podem ser realizados pelos sacerdotes, instrutores ou mesmo praticantes gnósticos devidamente preparados. Gnose significa conhecimento, tanto do ser humano como do cosmo. O conhecimento é a mais alta e imensurável riqueza que se pode possuir, porque permite descobrir o maravilhoso tesouro que o homem tem dentro de si mesmo. Não há tempo melhor empregado do que o que se dedica ao auto-descobrimento, ao autoconhecimento, posto que seja o único caminho para lograr a harmonia interior, e esta é inapreciável.

     A Gnose, o conhecimento espiritual, se expressa através das Quatro Colunas, que conhecemos como as Quatro Colunas do Conhecimento, que são representadas na Loja Maçônica pelas Quatro Pilastras. As Quatro Colunas do Conhecimento, em ordem alfabética, são: arte, ciência, filosofia e mística. A Maçonaria foi uma corrente, como muitas outras, um movimento que passou a gnose autêntica, no seu devido tempo. Os movimentos espirituais, que passam o conhecimento gnóstico, sofrem os impactos da lei da entropia e se deterioram, ao longo dos tempos. À medida que a lei da entropia vai agindo nas instituições espirituais elas vão se tornando instituições sociais, na prática, filosóficas, etc. Depois que acaba a gnose numa instituição ela até cresce, fica cheia de gente. Porém as pessoas que estão ali, dentro de suas fileiras, levados pela identificação com elas, nem notam que o verdadeiro ensinamento já saiu dali. Assim aconteceu na Maçonaria, na Rosacruz, na Teosofia, etc. Assim, também aconteceu com o próprio Movimento Gnóstico Samaeliano, que já perdeu a sua autenticidade nos mundos internos, em termos da expressão coletiva. Por exemplo: Na Arte o artista tenta representar Deus, a natureza superior. Na coluna da Mística se expressaram grandes mestres gnósticos da humanidade, tais como Budha, Jesus Cristo, São Francisco de Assis, Samael Aun Weor, Rabolú, entre outros.

     A Gnose, como conhecimento de todas as coisas sempre esteve presente no seio da humanidade, desde o princípio do mundo até nossos dias. Hora ela esteve de modo velado, como conhecimento ocultado do grosso da massa humana, hora como conhecimento desvelado, mas para poucos, por meio dos grandes mestres da humanidade, como ocorreu em 1950, ano em que o V.M. Samael Aun Weor restaurou a gnose, fundando o Movimento Gnóstico Cristão Universal, configurando-o como um movimento filosófico, científico, místico, sem fins lucrativos.




     Venerável Mestre Samael Aun Weor:  Desde os meados do século XIX grandes ocultistas do Ocidente vinham anunciando a chegada de uma mensagem esotérica revolucionária. Da mesma forma no Oriente já se alertava que em pleno "Kali-Yuga" apareceria o "Kalki Avatara", o "Buddha Maitreya" que, segundo as profecias, viria do Ocidente e irmanaria todos os ensinamentos do Cristianismo e do Budismo em um só, mais transcendente, mais claro, mais profundo e de forma acessível às massas do mundo inteiro. Creia ou não, o amigo leitor, Samael Aun Weor foi o encarregado pela Loja Branca de entregar esta mensagem, que sintetiza todos os ensinamentos e práticas para que o homem possa resolver o enigma de sua existência nesta hora dramática que nos tocou viver. O Cristo Samael, entregou sua Luz, de forma livre, fraternal, amorosa. Muitos são testemunhas do sacrifício diário do autor, que nunca exigiu nada por suas obras. Além de publicamente renunciar aos direitos autorais, ganhos, lucros, etc., em relação aos seus livros. O Venerável Mestre Samael Aun Weor escreveu os livros a fim de que todo ser humano tivesse o direito de conhecer os meios para trilhar o caminho da autêntica sabedoria e da Auto-realização Íntima do Ser. A sua doutrina foi sintetizada nestes seus cinco livros principais: Psicologia Revolucionária; A Grande Rebelião; O Mistério do Áureo Florescer; Sim, Há Inferno Diabo e Carma; e as Três Montanhas.


     Venerável Mestre Rabolú: O V. M. Rabolú nascido na Colômbia, em 11 de Outubro, de 1926, conheceu a Gnosis através de Samael Aun Weor. Deu continuidade à obra de Samael Aun Weor na difusão do ensinamento gnóstico por toda a América Latina, além do Canadá, parte da Europa e Estados Unidos. O V. M. Samael anelava criar o Exército de Salvação Mundial. Destes muitos peixinhos chamados, poucos foram escolhidos e dos poucos escolhidos, somente um triunfou de fato na Senda da Iniciação até agora. Após a morte do V.M. Samael, o Sr. Joaquim Henrique Amortegui Valbuena (o V.M. Rabolú) o sucedeu na condução do Movimento Gnóstico até sua morte no ano 2000, quando então foi desativado o Movimento gnóstico, aqui no plano físico.


     Jesus Cristo: O movimento da Gnose se dá em todo o cosmos. A Gnose enquanto conhecimento, no sentido de sabedoria, é infinita, eterna e está presente em todo o cosmos, através de Deus, que é supremo Criador e conhecedor de todas as coisas. O movimento da gnose se dá ao longo das sete raças-raízes. A Gnose, que existe deste o início das raças humanas, passou pelos Lemurianos e pelos Atlantes, onde estes ensinamentos gnósticos já vinham sendo cultivados. Na época de Jesus Cristo a Gnose se movimentou com todo o seu esplendor, pois estava presente, na Terra, o mestre dos mestres em sabedoria. Entre os textos achados em Qumran destaca-se a obra Filósofo Fumena ou O Livro Secreto dos Gnósticos Egípcios, como o nomearam os pesquisadores. Nesse livro, Jesus pede permissão ao seu Pai (Interno) para descer desde o Absoluto até este mundo físico, passando pelos Eons (medidas iniciáticas), e pede para levar o conhecimento revelador através da Gnose.


     Planeta Hercólubus: A Gnose esteve e estará presente ao longo das sete raças- raiz. Desta forma ela se movimentou ao longo da existência das quatro raças raízes que nos antecederam, está se movimentando ao longo da nossa atual quinta raça-raiz e se movimentará na sexta e na sétima raças-raiz. Atualmente o Movimento Gnóstico Cristão da Nova Ordem está desativado por meio do V.M. Rabolú. Existem ainda grupos de estudos gnósticos independentes, que ainda estudam a gnose, por iniciativa particular. Ao desativar o movimento da gnose o V.M. Rabolú retirou-o dos grupos de estudos institucionalizados e o levou para o público externo, por meio do livrinho Hercólubus. Nós estamos agora sob o comando direto do Apóstolo Jorge Vèlez Restrepo, legítimo representante do Movimento Gnóstico Cristão Universal do Mundo Astral. O Apóstolo Jorge Vèlez Restrepo está empenhado na tarefa de revalorização do Movimento Gnóstico Cristão Universal e nossos estudos, dirigidos para os novatos, estão direcionados para este propósito. Estamos nos momentos finais do processo de qualificação dos selecionáveis para a Ilha Sagrado do Pacífico e para o salvamento com as Naves, pois logo tudo deverá estar se finalizando, Hercólubus já terá vindo e tudo estará consumado para o planeta Terra. Não haverá nada mais a fazer! Vamos aproveitar os instantes finais para trabalharmos segundo as orientações do V.M. Rabolú deixadas no livrinho Hercólubus.

 

     Práticas Gnósticas: A mensagem gnóstica veiculada no nosso Curso de Gnose Samaeliana é para os novos, para os estudantes herdeiros dos ensinamentos do VM. Rabolú no Livro Hercólubus. Novatos no estudo da gnose, vamos aproveitar a oportunidade, praticar o ensinamento, para que não se caia no vício dos antigos estudantes inertes. Para tal devemos nos agrupar, participar em equipe de suas atividades, para formamos uma sinergia, uma egrégora marciana positiva, fazer merecedor da energia samaeliana. O que se vê é muita gente mariposeando através dos diversos grupos e sites anti-samaelianos, isoladamente tentado fazer alguma coisa, que em nada resultará. Pois precisando aprender a genuína gnose samaeliana e levá-la a prática, para se conectar ao Movimento Gnóstico Cristão Universal, nos Mundos Internos.

     Para ter uma compreensão do corpo de doutrina samaeliana o estudante deverá estar comprometido com os estudos do Curso de Gnose do M.G.C.U.R., vestir a camisa, levar o conhecimento à prática o que significa estar praticando o ensinamento e trabalhado para ajudar a passar o ensinamento aos demais interessados, que ainda não sabem. O V.M. Rabolú dizia que com a leitura de apenas um único livro do V.M. Samael é possível realizar-se, se elevado à prática. Já o V.M. Samael dizia que os estudantes gnósticos liam os seus livros a 500 por hora e não aprendiam nada. Na leitura de um texto gnóstico devemos ler como se estuda a Bíblia, não devemos passar ao versículo seguinte sem haver compreendido integralmente o versículo anterior. O conhecimento gnóstico é veiculado à consciência para configuração da compreensão e o conhecimento epistêmico é veiculado à subconsciência para configuração do entendimento. O entendimento é superficial e a compreensão é profunda. Por isto se diz popularmente: “Estou entendendo, mas não estou compreendendo”. Nos estudos de um texto gnóstico devemos ler pouco e praticar muito o pouco que foi lido, para configurarmos o verdadeiro saber gnóstico.


 Faça parte do nosso curso gratuito pela internet na TV WEBSAW e descubra mais sobre o tema! Acesse nossa programação - Clique aqui.


 

VÍDEOS AFINS